Bolsonaro volta a criticar restrições, diz que ‘a fome está batendo forte’ entenda o motivo.

Estamos preocupados com as mortes hoje o nosso comitê se reuniu de manhã autoridades previstas da câmara do Senado representantes de associados com a saúde que a pessoa que tá nessa coordenação e como sempre disse tínhamos e temos dois inimigos o vírus e o vírus é a realidade não é ficando em casa que nós vamos resolver esse problema essa política ainda tá sendo adotada o espírito dela era buscar achata cura de contaminação enquanto os hospitais se preparavam com leite UTI respiradores para pessoas não viesse perder suas vidas por falta de atendimento o governo federal dispensou filho ideais para a saúde é público é notório que a arrecadação do estado e município somada ajuda do governo foram superavitárias o governo sabe que não pode continuar por muito tempo com esses clientes que custa para toda a população e podedesequilibrar nossa economia O apelo que a gente faz aqui é que essa política Lock Down seja revista isso cabe na ponta da linha aos governadores e na pressão o prefeito que sou assim nós podemos voltar à normalidade temos assistindo vários países da Europa uma fadiga Um Estranho no tocante à política Lock Down a população não atende como que precisa trabalhar nenhuma nação se sustenta por muito tempo com esse tipo de política e nós queremos realmente é voltar à normalidade o mais rápido possível buscando medidas para combater a pandemia como temos feito com a composição das vacinas o Brasil em números absolutos e relativos também está uma posição bastante privilegiada gostaríamos de sermos os primeiros mas Fazemos o possível para atender a população com vacinas agora repito o Brasil tem que voltar a trabalhar a população brasileira tem que voltar atrabalhar algumas medidas alguns decretos sem superar de muito que seria até mesmo estado de sítio no Brasil o estado de sítio não é o presidente que decreta ele pode até mandar o decreto para o pagamento vai só depois que a câmara Senado concordo com isso é que ele entraria em vigor lá na frente essa política entendo eu esse isolamento dessas Medidas restritivas com toque de coletar com supressão do direito de ir e vir extrapola em muito até um estado de sítio eu apela toda Autoridade do Brasil que revejam essa política e permitir que o povo a trabalhar nossa m2 públicos federais estaduais municipais do interessa o poder nós temos todo mês depois das nossas contas recursos que nós podemos também ver agora a maior parte da população a incluir quase 40 milhões de autônomos conhecido como invisível quase tudo eu quando vou na comunidadecomo foi a tua semana na comunidade Chaparral aqui em Taguatinga eu não tive surpresa entreguei entre em quatro residências






Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações