Brasil vive tensão com Uruguai na fronteira, veja o motivo

Uruguai o pior momento da pandemia o país registra recorde Diário de casos e mortes e a área do país mais afetada e justamente a cidade de Rivera que faz fronteira com o Brasil mais um dia de ipaneminha na cidade do Uruguai mais afetada pela covid-19 que Vera faz fronteira com Livramento no Rio Grande do Sul e também é um dos estados que mais relata com a convid-19 no Brasil e esse é o pior momento da pandemia na região diante do crescimento o governo medidas mais duras acostumada com o fluxo comercial permanente com o Brasil depois do fechamento das escolas escritórios públicos que acima de tudo dos free shops que vendem produtos livres de impostos Uruguai completa revender na sua cidade de origem endereço da marmitaria um pouco porque se fosse olhar o dia da suspensão a gente tinha 1095 casos novos focos Mas nenhum era nos Cristópolis o escritório bi Nacional de migração está vazio chat não há pessoas chegando do Brasil isso não impede que Rivera e a cidade vizinha Santana do Livramento duas cidadessoltou apenas por 2 mantenham uma conexão permanente a situação conversor seu lugar na porta de entrada para covid 19 no Uruguai segundo o chefe do Centro de Tratamento Intensivo local que tinha o maior índice números não mentem então está provado o movimento na cidade foi reduzido mas nos hospitais se ele continua aumentando estamos em uma saturação funcional corrigindo um regime que muito nos limita a atender como poderia ser atendida atender atender diante da situação o governo uruguaio propostas aumentar o número de leitos de tratamento intensivo e respiradores Asa Sul diretora do hospital local faz um alerta não temos mais recursos humanos para ampliar os leitos de UTIlocal que teve o maior índice números não mentem então está provado o movimento na cidade foi reduzido mas nos hospitais se ele continua aumentando estamos em uma saturação funcional corrigindo um regime que muito nos limita a atender como poderia ser atendida atender atender diante da situação o governo uruguaio propõe aumentar o número de leitos de tratamento intensivo e respiradores Asa Sul diretora do hospital local faz um alerta não temos mais recursos humanos para ampliar os leitos de UTIlocal que teve o maior índice números não mentem então está provado o movimento na cidade foi reduzido mas nos hospitais se ele continua aumentando estamos em uma saturação funcional corrigindo um regime que muito nos limita a atender como poderia ser atendida atender atender diante da situação o governo uruguaio propõe aumentar o número de leitos de tratamento intensivo e respiradores Asa Sul diretora do hospital local faz um alerta não temos mais recursos humanos para ampliar os leitos de UTItratamento intensivo e respiradores Asa Sul diretora do hospital local faz um alerta não temos mais recursos humanos para ampliar os leitos de UTItratamento intensivo e respiradores Asa Sul diretora do hospital local faz um alerta não temos mais recursos humanos para ampliar os leitos de UTI