Busque uma viagem compatível com seu perfil

Para escolher o cruzeiro sem cair em furada a regra básica é: informação, informação, informação!

Use e abuse da Internet para pesquisar e faça muitas perguntas ao seu agente de viagens sobre os cruzeiros disponíveis — quanto custam, como são, o que incluem, qual o diferencial de cada um (é preciso olho vivo: com a febre dos cruzeiros no Brasil, há também produtos de baixa qualidade sendo oferecidos).

Buscar uma viagem compatível com o seu perfil é essencial. Não adianta escolher um cruzeiro para jovens se você busca conforto e boa comida; e também não vale investir num cruzeiro de luxo se você não quer se arrumar para jantar todos os dias.

Há uma vasta gama de cruzeiros para que cada passageiro encontre sua viagem ideal: tradicionais, de exploração, travessias, ali-inclusive, super all-inclusive, temáticos e até de volta ao mundo. E, ainda que no Brasil muitos passageiros estejam interessados única e exclusivamente no tempo que será desfrutado a bordo do navio, vale prestar atenção no roteiro — para mim, as escalas são parte fundamental da viagem.

Cruzeiros tradicionais

Na duvida sobre que tipo de cruzeiro fazer, opte por um tradicional, assim as chances de você não aproveitar a viagem são mínimas, sobretudo colher companhias com muitos anos de navegação e experiência, como Costa, MSC e Royal Caribbean.

Os cruzeiros mais tradicionais, de companhias com solidez nesse mercado, costumam oferecer ótima relação custo-benefício e roteiros interessantes — não há luxo, mas cabines confortáveis, boa gastronomia e entretenimento de qualidade. Nos cruzeiros mais tradicionais, há espaço para casais em dima de romance, famílias com crianças ou com adolescentes, grupos de amigos, viajantes solitários e grupos de terceira idade.

Todos encontram seu espaço, já que os navios desse estilo – oferecem ao menos um restaurante mais formal e um do tipo bufê, diversos bares diferentes para contentar todos os gostos, mais de uma piscina — e separação para a piscina infantil — e programação de lazer que contempla todos esses grupos.

Mas mesmo nos cruzeiros tradicionais vale observar bem a época da viagem: roteiros com saída no Natal, Réveillon e Carnaval costumam ter viajantes com perfil bem diferente das demais saídas — e preços mais altos também, sobretudo no Brasil.

No Natal, costuma haver famílias completas, incluindo muitas crianças; no Réveillon, muita gente preocupada com a qualidade da comida: e, no Carnaval, jovens interessados sobretudo em dançar e beber.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of