Caso Henry: Agora é oficial – Entenda

A juíza Elizabeth Machado Louro da 2ª vara criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva de Jairo o doutor Jairinho e Monique Medeiros ambos suspeitos da morte do menino Henry Borel agora o casal é réu pela morte da criança, caso a prisão preventiva não tivesse sido decretada tanto Doutor Jairinho quanto Monique poderiam ser soltos neste sábado dia 8 quando o prazo de suas prisões temporárias dariam ao final segundo a magistrada a liberdade de ambos podem resultar em possível intimidação contra testemunhas da investigação na decisão, abre aspas para além da Revolta generalizada que os apontados agentes atraíram contra se antes mesmo de serem denunciados pelo órgão com atribuição para tal releva assinalar que o modus Operantes das condutas incriminadas reforça o risco a que estará exposta a ordem pública bem como a paz social.






0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments