Caso Henry: Pai faz duras críticas a avó e babá da criança. Confira

Leniel Borel, pai do menino Henry, que morreu no dia 8 de março, no Rio de Janeiro, deu novas declarações sobre o caso que chocou o país. O engenheiro comentou ontem (4), sobre a omissão na postura da babá e da avó da criança, mãe de Monique Medeiros.

“Para mim, a avó não proteger o único neto, a babá não falar nada. Sentimento de que a justiça está sendo feita, mas ainda estou no aguardo para ver se vai indiciar a babá, tem que indiciar todo mundo”, declarou o pai. Segundo Leniel, ele adotará medidas legais para que as duas sejam também indiciadas.

O pai de Henry disse ainda que há muito a ser feito. “Ela [avó materna] sabia que meu filho estava sendo agredido. Disse que nada acontecia e meu filho falando na cara dela que o ‘tio Jairinho machucava’. É revoltante. Uma mentirosa. Pra salvar a filha dela, mentiu. Mas e o neto dela? E o meu filho?”, questionou o engenheiro. “Se ela [avó materna] não for [indiciada], eu vou botar meus advogados para irem atrás. Estão achando que vão levar a vida normal e eu vou ficar aqui todos os dias chorando?”, completou Leniel.

Sobre a babá, o pai de Henry deu a seguinte declaração. “Eu não contratei a Thayna, quem contratou foi a Monique, mas ela tinha meu telefone. O celular do meu filho estava disponível o tempo todo. Ela podia me ligar, só que não me ligou. Agora, depois do que aconteceu, ela diz: ‘Poxa, eu sabia e falei pra Monique’. Por que não falou pra mim?”.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o crime de falso testemunho, após a babá ter admitido mentir no primeiro depoimento.






0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments