Caso Henry: Saiba o que a perita que indiciou Monique falou sobre o caso

A perita Denise Rivera assessora especial da Polícia Civil detalhou o trabalho científico que embasou o índice do Vereador Doutor Jairinho e da professora Monique Medeiros pela morte do menino Henry que foi assassinado na madrugada de 8 de Março no apartamento da família na Barra da Tijuca Zona Oeste do Rio, a dúvida sobre a versão de acidente doméstico contada por padrasto e mãe da criança no Hospital deu início a um trabalho desenvolvido por peritos que envolveu o exame do corpo no IML Instituto Médico Legal captura de vídeos reprodução simulada no local do crime e extração de dados de 14 celulares com auxílio de uma ferramenta israelense adquirida por cerca de cinco milhões de reais pelo governo estadual Com base no trabalho em conjunto entre a perícia e os investigadores da 16ª delegacia policial da Barra da Tijuca a polícia civil desmentiu a tese de acidente doméstico e solicitou a prisão preventiva dos suspeitos por homicídio duplamente qualificado por tortura e recursos que dificultaram a defesa da vítima o pedido foi encaminhado à justiça pelo mprj Ministério Público do Rio “foi um caso que trouxe muita comoção o crime envolviam político mas a maior dificuldade foi indiciar uma mãe sem os prints dos celulares haveria uma dúvida sobre o que aconteceu disse ela.






0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments