Confira algumas dicas de como comprar uma moto sem entrada

O desejo de muitos brasileiros atualmente é comprar uma moto. No entanto, alcançá-lo requer planejamento e disciplina. Existem muitas opções para tornar isso possível, uma das quais é o financiamento. Neste ponto, muitas pessoas enfrentam a pergunta: é possível comprar uma moto e financiá-lo sem entrar? A resposta é sim, é possível! No entanto, certos assuntos devem ser considerados.

Aqui neste post listamos algumas dicas que mostram as vantagens e desvantagens de comprar um carro através do financiamento sem entrada. Continue conosco!

Quais são as vantagens do financiamento sem entrada?

O primeiro passo dado pelos bancos para que seja dado seguimento à solicitação do financiamento é consultar o seu CPF. Se você tiver um bom histórico e boas notas no score, consolidando seu bom histórico de pagamentos, não apenas reduzirá as taxas de juros, mas também ajudará a liberar crédito.

Nesses casos, é interessante não entrar no financiamento de veículos, porque você pode levar uma moto nova para casa sem pagar imediatamente nenhum dinheiro e pagar parcelado o valor emprestado pelo banco.

Quais são as desvantagens desse tipo de serviço?

Para aqueles que optam por não dar entrada no financiamento de uma moto, a taxa de juros aplicável geralmente é muito alta. Além disso, quanto mais parcelas, maior o interesse e o valor final da compra do carro. Neste artigo, explicamos a lógica do banco, mas, em resumo, o que acontece é que, quanto menos entradas, maior a chance de inadimplência e, portanto, mais juros o banco cobra.

Portanto, preste atenção nisso, porque, por exemplo, se você deseja comprar um carro que não foi financiado dentro de 60 meses sem entrada, não importa qual banco esteja financiando, a oportunidade de chegar ao final do período de financiamento e pagar por quase dois carros é enorme.

Como os bancos analisam a solicitação do financiamento sem entrada?

Todo banco usa convenções para determinar juros sobre as vendas parceladas. Atualmente, existem poucos bancos com financiamento sem entrada, porque a taxa de inadimplência dos bancos que escolhem esse método chega a 75%. Em outras palavras, o financiamento é possível sem investimento, mas a oportunidade é pequena.

A maioria dos bancos e empresas financeiras adota o princípio de comprar itens com um valor total de pelo menos 20% do veículo, dependendo do registro de cada consumidor. Sob essas circunstâncias de entrada, há uma chance maior de aprovação de financiamento.

No entanto, se você tiver sorte e puder aprovar seu crédito sem pagamento de entrada, poderá ter certeza de que pagará mais juros. Por exemplo, ao financiar com um adiantamento de 50%, você poderá reduzir a taxa de juros em até 150%.

Ou seja, se você tiver um adiantamento de 50%, pagará juros de R$ 10.000. Na entrada, o montante de juros que você pagará pode chegar a R$ 30.000.