Entenda o motivo para a vacina Sputnik ter sido reprovada pela Anvisa

A Anvisa fez questão de ressaltar nos últimos dias, todos os pontos em relação a vacina Sputnik, que foi reprovada por ela. O imunizante foi desenvolvido pelo Instituto Gamaleya, da Rússia.

Uma parte da população brasileira questionou o fato da vacina ter sido aceita em outros países como, Argentina e México, por exemplo, e no Brasil não.

Segundo a Anvisa, para um imunizante ser aprovado é necessário que ele cumpra alguns requisitos como, só gerar reações leves, ter eficácia e condições para armazenamento que permitam uma fácil distribuição e aplicação. Além do mais, cada país tem suas exigências específicas.

Na América Latina, a farmacêutica brasileira União Química é a responsável produzir a vacina Sputnik. Sendo assim, é de sua responsabilidade juntamente com o Instituto russo Gamaleya, fornecer dados para serem avaliados pela Anvisa. Dados esses que não foram aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil. Segundo a Anvisa alguns dos motivos foram, falta de informações e identificação de dados que trazem incertezas sobre a segurança do imunizante russo.






0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments