Ex-pastora revelou que trabalho como stripper a ajudou a ser uma mãe melhor. Entenda o caso

Nikole Mitchell, ex-pastora de uma igreja em Ohio, nos EUA, deu uma declaração polêmica recentemente. A mulher não poupou críticas a igreja em que frequentava. Nikole chegou a dizer que sua vida melhorou após largar “o ambiente tóxico” da  igreja, nas palavras dela mesma.

Depois de deixar a igreja, a ex-pastora começou a trabalhar como stripper. Segundo Nikole revelou em uma entrevista, ela decidiu trocar um ambiente pelo outro, depois de segundo ela “avaliar a importância de sua sexualidade.

Nikole disse que essa mudança a transformou em uma mãe melhor. Segundo a stripper, agora ela pode conversar com seus filhos sobre o corpo em geral. A mulher reclamou que quando jovem, ela não teve isso, por conta da religião.

“[Nós temos] todos os tipos de conversa, e eu dou ‘ferramentas’ para eles lidarem com todas as situações, isso é algo que eu nunca tive na idade deles. É muito importante para mim que os meus filhos saibam o que fazer na hora de namorar, como agir nos relacionamentos, no ambiente de trabalho, quero que levem essas habilidades para a vida, todo mundo precisa disso”, comentou Nikole.

A mulher que fatura cerca de R$515 mil reais por mês, compartilhando “nudes”, através da plataforma “OnlyFans”, disse que pensou muito a respeito do que os filhos achariam disso tudo.

“Eles talvez tenham vergonha de mim, talvez fiquem com raiva por causa do meu conteúdo na internet, mas pensei em tudo o que você possa imaginar, pensei neles mais de um milhão de vezes”, comentou a moça.

As declarações de Nikolle dividiram opiniões. Enquanto uns concordaram, outros acharam ofensiva a maneira com que a ex-pastora falou sobre a igreja.






0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments