Financiamento de carro sem entrada: veja como funciona

Muitos brasileiros tem o sonho de comprar um carro. Esse desejo fica ainda mais forte quando atingem a maioridade e conseguem tirar a carteira de   habilitação.

Para atingir essa meta, muitos conseguem juntar dinheiro para, quem sabe, conseguir dar entrada em um financiamento. Todavia, maior parte dessas pessoas não consegue juntar o dinheiro necessário para entrada do financiamento.

Para solucionar esse problema, muitos bancos e financiadoras lançaram a opção de financiar 100% do veículo. Continue conosco e confira como funciona essa transação.

O que é o financiamento sem entrada?

Como já é de conhecimento dos amantes de carros, o financiamento é um tipo de empréstimo onde o banco concede ao cliente o valor total do veículo. O cliente, por sua vez, devolve o valor de forma parcelada. Sendo que, ele é o responsável por escolher a quantidade de parcelas.

Para tornar o parcelamento mais fácil, o banco exige que o cliente dê, pelo menos, 20% do valor total do veículo como entrada. Assim, o valor máximo a ser financiado é de 80%. Mas existem bancos que não fazem essa exigência e disponibiliza ao cliente a possibilidade de financiar 100% do valor do veículo. 

Onde posso encontrar o financiamento sem entrada?

Banco Santander: No Santander você pode financiar até 100% do carro e pagar em 60 vezes. Através do site institucional você faz a simulação do valor para verificar qual será o valor das parcelas. 

Banco do Brasil: Já nesse banco você pode financiar um carro em até 60 vezes sem entrada e com o pagamento da primeira parcela em até 180 dias. Você pode financiar carros novos ou usados. Para solicitar, basta acessar o site, ir a uma agência mais próxima ou baixar o aplicativo da instituição.

O que faz com que o banco aprove a solicitação de financiamento sem entrada?

Aprovação da solicitação só se dá a partir da análise do perfil do cliente. Nessa atividade, o banco avalia se o cliente possui a renda necessária para quitar as parcelas. Todos os itens descritos no formulário de solicitação são levadas em consideração, desde a situação do solicitante nos órgãos de proteção ao crédito, até seus ganhos mensais. Essa é uma forma que o banco tem para garantir que não vai ter prejuízo com a concessão do crédito.