Moto elétrica sem CNH, é possível?

Se tornou essencial para o nosso dia a dia, ter um veículo ou um modo de nos locomover mais rápido e fácil.

Temos que admitir que nos dias de hoje tudo se encontra com valores acima do normal e que além dos valores temos outras dificuldades, como por exemplo para comprar um carro você tem que financiar ou entrar para um consórcio e ambos necessitam de diversos documentos e aprovações.

Então muitas das vezes você encontra a necessidade de ter um carro ou moto, mas por conta de custos e dificuldades você acaba desanimando.

Caso necessite de um veículo com urgência e seu foco é gastar o menos possível, então é recomendado que compre uma moto, por conta de o valor ser mais em conta e também pela sua utilidade.

Uma outra sugestão é a compra de uma moto elétrica, ela é uma ótima opção para primeiro veículo e contém um valor bem mais baixo do que as demais.

Se comprar uma moto elétrica for a sua escolha, então é bom realizar uma pesquisa com antecedência para saber de exatamente todos os detalhes, e saber se este é realmente o tipo de moto ideal para você.

Uma das motos mais “cobiçadas” desta categoria, é a moto scooter pois ela é uma moto que é fácil de pilotar e super prática para o dia a dia.

É necessário habilitação para pilotar uma moto elétrica?

Pensando em motos elétricas surgem algumas dúvidas do tipo: “Precisa de habilitação para pilotar uma scooter ou qualquer moto elétrica?

Sim! É necessário a habilitação para pilotar qualquer tipo de moto.

No mês 9 de 2019 foi vigorado a nova regra, que diz que para pilotar motos de até 50 cilindrada é necessária uma habilitação ‘ACC’. e que está carteira também poderá ser utilizada para veículos elétricos de até 1.600 watts, porém acima disto será necessário tirar a habilitação ‘A’.

Então qualquer moto acima de 50 cilindradas e até 1.600 watts, será necessário o uso da habilitação ‘A’ para pilotar.