Pandemia agravou o problema de má alimentação das crianças

A falta de renda das famílias em especial as mais pobres, tem influenciado em problemas paralelos a pandemia, nas periferias de São Paulo a má alimentação das crianças que não tem mais acesso às escolas pode gerar posições como a subnutrição e também a obesidade, mas uma organização da sociedade civil está tentando mudar esse cenário educando as mães e os pais sobre a importância da alimentação saudável, e firmando parcerias com hortas orgânicas nos bairros. Maria Carlos Craveiro dona de casa, ia no mercado e só sabia pegar coisas de frituras, chocolate, bolachas essas coisas, realmente não é fácil ter que cozinhar todo dia para a mulher é estressante, muitas dessas mães descobriram que seus filhos apresentavam traços de subnutrição no atendimento do CREN. Por conta da pandemia e da falta de renda das famílias, os problemas relacionados a alimentação das crianças se agravaram pra se ter uma ideia das crianças atendidas pelo CREN 2020 38% estavam subnutridas, e em 2018 era 20%, um aumento de 18 pontos a mais. As crianças precisam de uma alimentação saudável ainda mais que os adultos porque estão de fase de formação e crescimento do corpo, portanto é preciso manter uma rotina de alimentação caseira com verduras, legumes, arroz integral, feijão e etc. para prevenir doenças e ajudar no crescimento.