Presidente da fundação Palmares é investigado por assédio moral

O ministério público do trabalho está investigando o presidente da fundação Palmares Sergio Camargo por assédio moral, a informação foi dada pela folha de São Paulo e confirmada pela Globo News. Eles estão tentando investigar o Sergio Camargo com dificuldade porque eles pediram informações para a fundação Palmares e eles demoraram semanas para passar essas informações para o ministério público do trabalho, sendo assim tiveram que entrar na justiça para conseguir essas informações e tocar as investigações, o ministério público está tentando descobrir se houve perseguição ideológica, seria um assédio moral em cima de funcionário, ex funcionários, servidores e etc, porque eles teriam opiniões e posturas políticas diferentes das posturas de Sergio Camargo, ele já foi muito criticado por publicações em redes sociais por coisas que ele já disse, inclusive antes de ser nomeado presidente da fundação, o ministério público do trabalho quer saber se existe áudio onde o Sergio Camargo chama o movimento negro de escória, eles vão ouvir os ex funcionários e seguir adiante com as investigações,  como havia falado anteriormente existem muitas publicações de falas como por exemplo que o dia da consciência negra não deveria existir porque existe muito vitimismo e que o racismo no Brasil é Nutella, que existe racismo de verdade só nos EUA, então pelas suas posições políticas o ministério público quer saber se existe perseguição e preconceito por quem pensa diferente, inclusive alguns  funcionários já foram desligados da fundação.






Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações