Promotor de Justiça é preso suspeito de matar esposa

Ele afirma que ela morreu após se engasgar na madrugada de 2 de abril.
promotor de Justiça André Luis Garcia de Pinho foi preso neste domingo (4), dois dias após a morte da esposa, Lorenza Maria Silva Pinho, de 41 anos, no apartamento da família, no bairro Buritis, em Belo Horizonte, Minas Gerais.
Ele diz ainda que Lorenza tinha quadros depressivos desde o falecimento da mãe há 10 anos e às vezes misturava remédios com bebidas alcoólicas.
“Na manhã do dia 2 de abril, André acordou ouvindo barulhos ao lado da cama, parecia que (Lorenza) estava passando mal, ele achou que era caso de pedir socorro, chamou uma ambulância do (hospital) Mater Dei, que foi lá, mas, ao que tudo indica, ela já havia falecido”, disse o advogado.
De acordo com o advogado, o promotor chamou a ambulância da rede particular e não o Samu, porque os médicos do hospital já atendiam Lorenza rotineiramente.
Em 2014, o promotor André de Pinho participou da operação que prendeu o jornalista Marco Aurélio Flores Carone, dono do extinto portal de notícias Novo Jornal.






Faça Parte! Adicione seu e-mail e receba mais informações