Veja como funciona o cheque especial

Garanto que você já ouviu falar sobre as taxas de juros do cheque especial. O que você acha sobre o assunto? Com um orçamento muito apertado e em um determinado momento, ele acaba fazendo com que algumas pessoas recorreram essas alternativas, a fim de favorecer o pagamento de suas contas.

Apesar do fato de que a maioria dos cidadãos da que já ouviu falar da expressão, mesmo para aqueles que têm uma conta no banco, você pode não entender muito bem o que é essa opção e quais são as condições da sua utilização. É precisamente por esta razão que algumas pessoas acabam sendo procuradas por dívidas.

Há um fator que muito importante que teria de ser levado em conta na contratação deste tipo de serviço: os juros sobre o crédito. Como com todos os serviços de crédito, o cheque especial também envolve a cobrança de juros e, se este for o caso, eles podem ser muito caros. Mas antes de falar sobre isso, vamos entender o básico.

Como funcionam os juros do cheque especial?

As instituições financeiras são responsáveis pela definição da taxa de juros que será aplicada. Por esta razão, existem diferenças na cobrança das taxas de banco para banco.

Em geral, todas as vezes que uma pessoa faz uso do cheque especial um valor será adicionado para o interessado. Quando o crédito utilizado é deduzido da conta do cliente, os juros a ser aplicado será desenhado como um bem e, dependendo do banco, o consumidor deve pagar as taxas um pouco menores ou muito maiores.

Os juros sobre o crédito é calculado para cada dia de utilização do crédito.

Os bancos têm uma data específica definida para o término do montante devido. O titular da conta que deseja alterar a data pode solicitar à instituição financeira. Mas torna ainda maior o valor a ser retornado ao banco antes da data de vencimento e, se possível, a fim de reduzir as taxas de juros.

Se o cliente não tiver o dinheiro na sua conta na data do débito, a partir do uso de, ou se exceder o limite de seu cheque especial, por gastar mais do que o valor especificado para o período de um mês, ele irá adicionar-se a uma dívida para com o banco e ir para o padrão.

Quando esse tipo de situação acontecer, o cliente terá de pagar uma multa, além do interesse adicionado ao valor total devido.

Como calcular os juros do cheque especial?

Neste cálculo, divide-se a taxa de juros mensal aplicada pelo banco para a quantidade de dias em um mês, fazendo com que o percentual do dia. O que vai ser feito na forma de juros, será com base no valor que o cliente usou e o número de dias de uso.

Em seguida, multiplique esse número pelo número de dias que você usou até o limite. Desta forma, você será capaz de aplicar o percentual de desconto em cima do valor total que você tem.