Veja se vale a pena financiar uma caminhonete

Com base nos dados do Banco Central, foram disponibilizados R$ 162 bilhões para financiamentos de veículos no ano passado, sendo vendidos mais de 1,3 milhão de automóveis só nos três primeiros meses do ano.

O financiamento é uma das maneiras mais usadas por permitir a aquisição imediata do veículo por meio de parcelamento do preço, ao contrário de outras formas, como por exemplo o consórcio, no qual é preciso esperar um sorteio para adquirir o carro. Entre estes, as caminhonetes tem ganhado visibilidade e atenção dos consumidores especialmente pela versatilidade, resistência e potência. Além dessas características marcantes, elas melhoraram nos últimos anos no quesito de consumo e conforto.

Segundo a Fenabrave (Federação Nacional de Veículos Automotores), as cinco caminhonetes mais vendidas no Brasil são Fiat Strada, Fiat Toro, Toyota Hilux, Volkswagen Saveiro e Chevrolet S10, que possuem média de preços variando entre R$ 50 mil e R$ 80 mil dependendo do modelo e versão escolhida. 

Ou seja, conseguir uma à vista pode ser uma tarefa árdua. O financiamento se torna um facilitador na compra de um carro, mas é necessário prestar atenção às taxas de juros das instituições financeiras e as condições oferecidas por cada uma. O Banco Bradesco dispõe de juros a 1,18% ao mês e 15,14% ao ano, o Banco do Brasil apresenta uma taxa de juros a 1,41% mensais e 18,3%, o Santander tem juros de 1,44% e 18,78%, já a Caixa Econômica Federal oferece 1,71% por mês e 22,51% por ano. 

A Fiat, que utiliza o Banco Itaú na realização de tal transação, possui juros de 1,37% ao mês e 17,75% ao ano. Outras montadoras como Volkswagen, Toyota e Chevrolet também realizam por outros bancos. A empresa alemã apresenta taxas de 1,03% mensais e 13,02% anuais, a companhia japonesa, 1,19% e 15,25%, e a fabricante norte-americana, 1,24% e 15,97%.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of